Como diria o Molejão

A Thamy me fez o convite pra fazer uma brincadeira de criança bem curiosa. Apontar 5 manias idiotas que eu tenho e dizer os constrangimentos que já passei por causa delas. Bem, o objetivo não era bem esse, mas dei uma resumida.

Mania #001 – Nham!
Roer as unhas. Eu faço isso desde que comecei a ficar mordendo minhas longas e compridas unhas quando era moleque. Na época, tinha uns 7 ou 8 anos. Me lembro muito bem que a primeira vez que eu arranquei um bife da unha com a boca foi também a última vez que joguei boliche. Se os fatos estão ligados, não sei, mas a partir desse dia, eu não consigo mais abrir tampinha de porta USB de câmera digital.

Mania #002 – Síndrome de Spielberg
Tenho mania de ficar criando situações pra tentar descrever o que quero dizer. Claro que usar linguagem técnica pra mostrar porque meu computador quebrou inúmeras vezes para minha mãe de 4x anos não é fácil. Mas eu tento da seguinte forma:
– Mãe, imagina que o processador é o motor de um carro. Adianta você colocar um motor de Ferrari num Fusca? Não. Então, é a mesma coisa que acontece aqui.
Ou então, faço uma situação pra fazer gracejos perante uma situação quase cômica.
– Blablablablabla. – diz alguém.
– Hahaha, imagina o cara bate no prego, vai rachando a escola inteira e depois SBLOFT na cabeça dele hahahaha.
– Hohohohohoh – ri alguém.
Aqui cabe uma interrupção.

Mania #003 – Onomatopéias
Como acabei de dizer acima, *CABOF*, *SBLOFT*, *BOW* e *SGRETCH* são algumas das onomatopéias randômicas que eu costumo usar. É mais gostoso usar uma onomatopéia criada ao vivo do que usar as tradicionais *POFT*, *CABUM* e *POW*.

Mania #004 – O olho que tudo vê
Eu vejo coisas que ninguém vê. Tipo ele:

Não, ainda não vejo o futuro. Mas tô perto.
O que eu queri dizer é que eu vejo coisas idiotas como erros ou defeitos em coisas não menos idiotas. Como o tiozinho que se urina de dar risada, quando na cena era pra demonstrar o mais profundo medo, em Thriller. É quase o que Marcos Mion fazia com seus Piores Clipes. Eu vi. Você não.

Mania #005 – Conscientização é bom.
Ultimamente tenho reparado que eu não consigo ver uma torneira pingando. Eu sempre fechava sem perceber, mas parece que tá virando obsessão. Uau.

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s