Um post legal.

Eu deveria ter um daqueles bloquinhos de Post-It, ou pelo menos cartolina amarela e durex à mão cada minuto do dia. Seria melhor ainda durante o sono ter um desses disponível perto da cama ou perto do meu remédio favorito.

Vou explicar.
Estou passando por um período sem nenhuma criatividade, que vamos chamar de PNC – Período sem Nenhuma Criatividade.
Durante esses PNC, eu sou obrigado a postar coisas idiotas como o post dos esquemas. Porque tudo na vida é um esquema. E os posts saem forçados e muitas vezes, sem graça nenhuma – se é que alguma coisa daqui tem graça.

De uns 2 meses pra cá, eu venho acordando todas as noites (de madrugada, né) em horários que foram diminuindo gradativamente. No começo, eu sempre acordava às 5, 4 da manhã. Agora, toda noite eu acordo por volta de 1 hora. Isso é estranho, mas não tão estranho quanto meu subconsciente.
Se eu pudesse postar dormindo, acredito que esse blog teria o triplo de posts e o quádruplo de visitas. Durante o sono (ou pelo menos quando eu acordo tonto de madrugada), uma das três metades (!) do cérebro, reservada para a carreira de blogueiro, fica completamente ativa.

Sempre que eu acordo, acordo com o gosto ruim na boca cujo culpado é uma carne escrota que incha na minha narina esquerda, que tampa a mesma e faz o papai aqui respirar pela boca. Aí tudo que é ruim que fica no ar é depositado na minha língua e eu não usei uma vírgula até agora nessa oração.
Me levanto e vou pra cozinha tomar um leite com achocolatado. E com a cabeça rodando, pela grande quantidade (e velocidade!) de informações que a parte blogueira do cérebro manda para o resto.
Posts incríveis sairíam daquela parte do cérebro se ela fosse utilizada durante o sono. Eu me lembro, hoje, que pensei ‘Lembrar de postar sobre…” e apaguei – não o post, apaguei de dormir.

A noite de ontem me causou várias idéias para posts. Pelo menos esse e mais um estão garantidos, portanto posso parar de me preocupar com os PNCs – pelo menos nos dois próximos posts. Mas porque ficar pensando no passado se hoje é um dia muito bonito. Não tem sol – pelo contrário, tá completamente nublado, tá um frio legal e meu nariz tava escorrendo até agora a pouco. Um dia feliz, eu diria.
Voltando da escola me deparei com uma situação inusitada. Matei aula, o que está ficando cada vez mais freqüente, para ouvir um pessoal tocar seus violões e ver pessoas que nunca usaram um mouse ter seus próprios orkuts. Enquanto voltava pra casa, depois de dar risadas mentais dos peões-de-obra paquerando qualquer mulher que passava, encontrei Denzel Washington numa padaria. Ainda teimo comigo que era só alguém parecido.


NÃO, DENZEL! NÃO DESTRUA OS PÃEZINHOS!

Mas é isso aí. Sejam felizes, não usem drogas e continuem visitando este blog que vocês estão deixando de gostar. Porque juntar um cérebro, padaria e Denzel Washington no mesmo post? Só aqui, no seu Odeio e Justifico.
Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s