O dia que eu quase morri.

Hoje, 17 de maio de 2006, eu quase morri, caros leitores.

Às 15:00 de hoje, Rio Claro e Sertãozinho FC jogam, grande clássico do interior paulista. Esse jogo é tenso, valendo vaga pra primeira divisão do Campeonato Paulista de 2007. Como torcedor sertanezino fanático, eu queria ir até Rio Claro assistir ao jogo.

Mas o que isso tem de perigoso?, você pergunta.

Rio Claro e Sertãozinho, como disse, é um clássico futebolístico de rivalidade absurda. Coisa de chegar à violência mesmo. No último dia 29, Sertãozinho enfrentou o Rio Claro em casa, no estádio Frederico Dalmaso.


Boca! Boca! Boca!

O Fredericão é considerado a “La Bombonera” do interior, em referência ao famigerado estádio do Boca Juniors, cuja pressão deixa qualquer um com os joelhos tremendo.
Nos dois estádios a torcida fica muito próxima dos jogadores e principalmente, da comissão técnica, que sofre com os torcedores gritando e atrapalhando.
O incrível é que todo técnico que vai lá se faz de surdo e nem responde pra torcida. Aliás, o timeco do Palmeiras B ficava provocando a torcida e levou copada de cerveja na nuca. Quanto desperdício de cerveja. Porco não toma cerveja.


Óinc.

Voltemos ao assunto.
Quando o Sertãozinho enfrentou o Rio Claro em casa, o visitante provocou o jogo inteiro, teve dois jogadores expulsos, fora o espetáculo dado pela dúzia de gatos pingados que saíram de Rio Claro pra acompanhar seu time. No fim do jogo, com a equipe derrotada, eles começaram a provocar os outros… 5 mil torcedores sertanezinos, imitando cortadores de cana.

Eles não apanharam. Mas mereciam.

E olha que legal. Eu queria ir para Rio Claro acompanhar o time, apoiar. Afinal não é todo dia que se consegue (ou não) subir para a primeira divisão do maior campeonato estadual do país.
Fato é que o prefeito declarou feriado municipal em Rio Claro. A cidade inteira parou para ver o jogo. Se eu fosse, ia me dar mau. No caminho até lá eu só ia estar pensando numa coisa.

Será que no estádio deles o cara da minduca passa no segundo tempo?

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s