Poesia para os olhos.

Se haviam três coisas que você nunca vai encontrar neste blog eram:
1- Pornografia barata.
2- Piadas sobre fezes ou flatulências.
3- Textos sobre a reprodução assexuada das esponjas.


Esponjas se reproduzem assexuadamente por mitose.

Mas postar fotos da mulézada bonita pode sim! Porque não?

Confesse: você já pensou “KRK Q MULÉ GOXTOSA!”Meu Deus, que mulher linda. Vem pro papai, azeitona da minha empada.” quando olhou para Patrícia Poeta. Atualmente ela é a correspondente da Globo em Nova York, com seu carisma e sorriso incomparáveis. Você encontra Patrícia no Fantástico, todo domingo.

Caso você seja tão desfavorecido economicamente a ponto de não ter uma televisão colorida em casa e não pode acompanhar o trabalho (e que trabalho!) dessa maravilhosa repórter, vou matar a sua curiosidade.

Eu sou capaz de escrever uma poesia para Patrícia Poeta.

Patrícia.
Raphael Azevedo.

Patrícia.
Seu nome começa com pá.
E temina com trícia.

Patrícia.
Pra você eu escrevo um poema.
Como se chutasse uma bola
No gogó da ema.

Patrícia, meu amor.
Você me dá calor.
Deve ser porque eu to com duas blusas.
Em Nova York, quantas tu usas?

Patrícia.
Pra minha mãe eu lavo as louças da pia.
Pra minha vó eu mudo o canal da tevê
Agora escrevo essa poesia pra você.

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s