KAWAII DESU CHAN ARIGATO GOSAIMASU SUSHI SAYONARA ^_^

Eu salvei um gatinho.

Na quinta-feira, 21, estava este que vos fala se dirigindo ao curso, onde enfrentaria duas provas fodidas pra caralho e, pra variar um pouco, estava atrasado.

A duas esquinas da casa de Paula, minha namorada, existe um córrego menor que corta uma avenida. Na referida esquina, avistei um gato que saiu DE LUGAR ALGUM, SIMPLESMENTE APARECEU. Começou a correr no meio da rua, sem razão alguma – não vinha nenhum carro pela rua e eu estava a uma boa distância, totalmente inofensivo.

Depois de uma bela corrida, um belo salto, até que esteticamente bonito. Porém o gato era mongol e não calculou direito a distância. Resultado: caiu direto no vão do inferno, com direito a dar uma pingadinha na parede. Deve ter doído MUITO.

O bichano caiu no fundo do córrego, deve ter sentido a água beeem gelada molhar o seu bumbum e deu um puro que quase o jogou de volta às ruas. Porém nem um gato consegue escalar uma parede vertical de 5 metros de altura. O máximo que conseguiu foi se pendurar em algumas plantas, e ficou.

Paralisado com a cena que eu acabara de observar, a única reação disponível foi ficar boquiaberto e tentar achar uma maneira de salvar o felino trapalhão. Ele olhava pra mim e gritava MUITO alto, dava para ouvir quase da metade do quarteirão seguinte.

Eu precisava fazer alguma coisa.

Caminhando rapidamente até a casa da Paula, pedi ajuda. Procuramos qualquer coisa que pudesse ser útil para o resgate e encontramos uma lona amarela, cheia de restos de tinta seca, que me deixaram totalmente branco depois de manuseá-lo. Corremos até o local do acidente e o gato não estava mais no mesmo lugar. Ainda se agarrava nas plantas, porém uns 2 metros abaixo, impossibilitando o resgate conforme eu tinha planejado.

A lona serviria para formar uma rede, daquelas de baiano. Cada um pegaria uma ponta e abaixaríamos o máximo possível até ficar embaixo do gato. Então, puxaríamos e comeríamos o gato com batatas no sábado. O plano não funcionara, e não havia mais nada a ser feito.

Foi aí que todas as revistinhas da Turma da Mônica vieram em minha mente, quando o gato da Magali ficava preso na árvore. Nada funcionaria, a não ser o Corpo de Bombeiros.

Pelo telefone, informei toda a situação, enquanto deixava esclarecido de que o gato não era meu e não havia necessidade nenhuma em resgatá-lo. O diálogo prosseguiu assim:
– Er… mas é só um gato, não tem problema?
– Claro que não! Essa situação acontece frequentemente, não tem problema algum.
– Então, blablabla ele caiu no córrego e…
– Nosso carro já está atendendo uma chamada, assim que possível estaremos na região para averiguar a ocorrência, ok?
– Ok, mas pô, é um gato e tal.
– Pega na minha mangueira.

Mentira, ele não disse isso.

Por fim, fui fazer a prova e acabei esquecendo do gato. Embora estivesse completamente branco e sujo da tentativa frustrada de resgate, me deixaram fazer a bendita prova. Embora não ter estudado nem um pouco, acabei tirando uma nota boa e tudo mais.

CHEGANDO EM CASA, minha sogra diz que os bombeiros REALMENTE estavam lá, salvando o gato.

Me senti um idiota. Imagine se uma casa explode e eles precisam dos bombeiros, mas eles estão ocupadíssimos salvando um gato de rua de dentro de um córrego, inclusive com o carro e tudo mais. Pelo menos só haviam dois deles, menos mal.

Mas… se eles se comovem tanto pra salvar um gato de rua, imagine como é com uma vida humana.

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

4 comentários em “KAWAII DESU CHAN ARIGATO GOSAIMASU SUSHI SAYONARA ^_^”

  1. Que lindo, cara. Assim você garante um pontinho positivo no dia do Juízo Final e tal.

    Aí não vai pro inferno com o THEO, mas sim pro céu comigo, a Lilhá e as pessoas de bom coração do mundo.

    Salvem os gatinhos!

    Curtir

  2. Isso não é nada! Eu salvei um filhote de pardal q estava caido no meio de uma rua movimentada!

    Tá certo q eu coloquei ele em cima do muro e ele caiu do outro lado onde um pequeno Pitbull comeu ele com uma bocada só (ele nem sentiu dor eu espero).

    Mas eu salvei um filhote de pardal! Ahá =)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s