Fernando Vanucci

Olhe pra você. Desarrumado, descabelado, jogado nessa confortável cadeira e esperando ver um post legal no seu blog preferido. Agora, olhe para você e pense: Você é uma pessoa séria? Você tem capacidade? Você consegue pensar enquanto fala? Se a resposta foi “Sim” em duas das três perguntas, pode abrir o Microsoft Word e preparar aquele currículo caprichado porque você pode tomar o lugar de Fernando Vanucci.


– Alô vocêê… o… Corinthians… …. … venceu o seu jogo… contra… o….

Fernando Vanucci é o tipo de pessoa que te decepciona mais a cada dia. Se você é como eu, que achava que o fundo do posso era ser flagrado comendo uma bolacha ao vivo, você também está enganado. Vanucci é tão incompetente que, ao chegar ao fundo do poço, encontrou uma rachadura e a abriu, continuou a cair até chegar a um lugar sujo e infestado de bactérias azuis. O fato delas serem azuis não é relevante, mas o lugar que Vanucci foi parar é.

Vanucci vagou pela televisão desde que saiu da Globo. Passou pela Band, passou pela Record, estacionou na RedeTV e descobriu que eles se merecem. Aqui, Vanucci pode entrar no ar completamente grogue – como o fez, no Bola na Rede exibido após a final da Copa do Mundo de 2006, quando ao abrir o programa notava-se claramente que ele estava mal, para não dizer bêbado. Vanucci foi perdoado, continua apresentando o mesmo programa. O vídeo todo mundo viu, mas se você perdeu tem a chance de acompanhar abaixo.

Ladeado por ninguém menos que Ronaldo (ex-goleiro corinthiano), Andrés Sanches (ex-diretor corinthiano), Neto (ex-ídolo corinthiano), e mais alguns “comentaristas” que você nunca ouviu o nome e nunca fez questão de fazê-lo, Vanucci apresenta o programa esportivo mais idiota e menos respeitado da televisão aberta brasileira. Você não vê o artilheiro do campeonato no Bola na Rede. Você vê o reserva que entrou no lugar do artilheiro quando este saiu cansado. Você não vê o técnico do time primeiro colocado do campeonato brasileiro, você vê um técnico corinthiano (Quando este não é o Leão) ou o Marco Aurélio Cunha, diretor são-paulino que gosta tanto de aparecer que sai do vestiário junto com o time.

Um achado de última hora. Depois dele, não é necessário falar mais nada sobre este mito de quilate equiparável ao inalcançável Sílvio Luis. Divirtam-se!

Ahhh Vanucci.

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Um comentário em “Fernando Vanucci”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s