5 motivos para odiar o Carnaval: Carnavais de rua

O Carnaval era uma festa bonita bonita quando ainda existia inocência, ou pelo menos era decente. As antigas Marchinhas hoje são substituídas pela Dança do Créu e encontram refúgios nos gritos de torcida nos estádios de futebol. As festas de salão agora só acontecem quando a famosa produtora de filmes brasileiros – duh – Brasileirinhas decide que é hora de lançar um DVD duplo com o tema CARNAVAL.

Porém o Carnaval não se resume a Escolas de Samba. Temos também os carnavais de rua, que pelo menos aqui no Sudeste se resume a tentar imitar – e falhar miseravelmente – o carnaval da Bahia.

Carnavais de rua agora constituem uma legião de bêbados(as), desocupados(as) e vagabundos(as) que acham que ser pisoteado atrás de um trio elétrico é divertido pra caralho, enquanto filhos são fabricados próximos ao pneu de trás do caminhão.

Caminhão aliás que às vezes perde o freio e atropela uma caralhada de gente.

– AE GENTE OLHA O CAMINHÃO CHEGANDO
– CHIIIIIIIIIIIIICLEEEEEEEEEETE OBA! OBA!
– NÃO LOL TÔ FALANDO SÉRIO OLHA O CAMINHÃO
– FUDEU LOLOL SOU PRAIEROO SO GUERREIROO TO SOLTEIRO

Vamos usar como exemplo as micaretas, que simplesmente são a desculpa de quem gosta de ser pisoteado e empurrado, esmagado e urinado em qualquer mês que NÃO seja fevereiro. Coisa muito comum quando se tem outros ONZE meses pra pular.

Certo dia cheguei com mamãe numa conhecida loja de roupas da cidade, onde trabalha minha tia, e no enorme monitor de plasma rolava o DVD da Banda Eva. Enquanto as duas conversavam, fiquei observando o DVD, que era bem produzido e editado. Não digo que as músicas ou os músicos eram ruins, simplesmente não batem com meu gosto musical. Eis que o atendente, mocinho arrumadinho e provávelmente voraz pegador de mocinhas, vem puxar assunto.

– Cara, Ribeirão Folia tá chegando hein.

Se a intenção dele foi parecer simpático, ele conseguiu. Porém falhou miseravelmente na escolha do tema, já que presumiu que, já que eu estava observando o ÚNICO monitor de plasma da loja rodando um DVD que muito provavelmente ele mesmo colocara ali mais cedo, eu era um grande fã de axé e adorava micareta.

– É né, nossa. – não iria mandar um cara tão simpático e bonitinho tomar no cu de imediato, vamos ver o que ele pode produzir.

– Tá 200 conto o abadá, cara.
– Porra, 200 conto?!
– É… pô, mas vale a pena, né?
– Ah cara, eu não pagaria hahasdçlkhasçkldfg

Antes que você pergunte, eu não costumo usar a cedilha na risada da vida real.

– Amigo meu foi ano passado, cara. Ele pegou 27 meninas lá, sem nem conversar.
– NOSSA hasçldhkasdf
– Elas já chegam beijando lá cara
– Agora que tu tá falando, acho que vale a pena sim, hein!!! – falsidade conserva amizades.

A conversa não se prolongou muito, eu era curto nas respostas porque afinal não havia muito o que falar. Embora ele conversasse comigo como se me conhecesse há 20 anos, éramos de universos diferentes e jamais seríamos amiguinhos. Me despedi e ficou por isso mesmo.

Eu cheguei à conclusão que se você conhece um micareteiro, conhece todos. Falam do mesmo jeito, sobre os mesmos assuntos e caso você os pegue fora do expediente, provavelmente terão uma caneca pendurada no pescoço. Higiene é tudo, mesmo num ambiente que pessoas enchem canecas de urina e jogam pra quem tiver perto abrir a boca e tomar um pouco, na intenção de ingerir cerveja.

Outra coisa interessante é o fato de todo micareteiro tratar os grandes astros do Axé como se fossem pessoas da família.

– Ahhh cê viu o show da Ivetinha? Nossa tdb!!
– Nossa, super showwww!!! Eu fui no da Claudinhaaa muito bommm rs
– husauhashuas
– uhsahuashuas pose pra foto
– :*
– :* Essa vai pro orkut husahuas

Tudo é registrado com câmeras digitais baratas, sendo que todas as fotos são iguais. Geralmente só mudam de posição, levantam uma perna, fazem biquinho, todo mundo de óculos escuros, coisa do tipo. Sempre achei fotos posadas uma coisa ridícula, mas neste caso a barreira do cúmulo do absurdo tem a mesma espessura de uma bolha de sabão, e estas pessoas a atravessam com uma retroescavadeira movida a fissão nuclear.

Eu tenho que colocar um exemplo, mas prefiro preservar a identidade das pessoas.


Se minhas amigas lerem meu blog, o que eu definitivamente acho que não acontece,
irão me matar lentamente. Não sei porque, mas prefiro que façam isso estando nuas.

Sobre os abadás não há muito o que falar além do que já foi dito aqui.

E isto encerra o assunto de hoje. O que é um fato inédito, acho que é a primeira vez que eu realmente faço uma seqüência para um post.

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

20 comentários em “5 motivos para odiar o Carnaval: Carnavais de rua”

  1. aehuaehuaeua melhor dialogo:

    [[[- Ahhh cê viu o show da Ivetinha? Nossa tdb!!
    – Nossa, super showwww!!! Eu fui no da Claudinhaaa muito bommm rs
    – husauhashuas
    – uhsahuashuas pose pra foto
    – :*
    – :* Essa vai pro orkut husahuas]]]

    cara,eu sou de ribeirão,pode crer,eles estão por toda parte(micareteiros),heheauhee

    Curtir

  2. Aqui onde eu moro essas coisas são MUITO frequentes, e fotos como essa têm em fotologs e orkuts da vida…
    Eu costumo chamar de: amiga dando a bunda pra outra.

    Cranaval é dia de dormir tarde, acordar tarde e fazer maratona de filmes, somente isso!

    Curtir

  3. Você não conhece o carnaval de Recife, aqui não tem trio eletrico não.Nas olindas as pessoas cantam com as orquestras é terminantemente proibido levar carro de som pra escutar brega e afins, aprovaram essa lei ano passado.Aqui é du karalho.
    :*

    Curtir

    1. Du caralho de ruim!!!!!!!
      kkkkkkkkkkkkkkk
      todo mundo q eu conheço que vai pra esse lugar onde musica baiana é poribida só vai uma vez , ou então tem mais de 50 anos !!!
      podree ouvir frevo durante o carnaval todo é sofrimento!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s