Porque eu não vou ter um vlog, Radio Ga Ga e as cabeças de pedra na Ilha de Páscoa.

Sabe, dia desses eu tive um sonho.

Eu estava nos picos nevados do Himalaia. O vento cortava meu rosto como navalha. Os olhos lutavam para se manter abertos e não virarem vidro pelo frio. Mesmo agasalhado com peles de tigres há muitos anos extintos, o frio me dominava. Minha última visão antes de cair desacordado foi a de um templo, no meio das montanhas.

Fui resgatado por monges budistas, que me levaram até o templo do Grande Mestre Ancião. Então, me informaram que o Grande Mestre Ancião poderia dar a resposta para a pergunta fundamental do Universo. Mas antes disso, teria que passar pelos rituais de purificação.

Foram seis meses de treinamento intenso, exercícios de respiração, yoga, origami, cálculo numérico e mecânica dos fluidos. No final dos treinamentos, os monges disseram que existia um teste final: eu deveria passar pela Fonte da Purificação. Se a água se tornasse vermelha, era sinal de que eu não era digno de ser recebido pelo Mestre e minha vida perderia total sentido.

Entrei na Fonte da Purificação. Consegui enxergar meu descomunal membro sexual, há muito não utilizado. Sinal de que a água se manteve límpida e transparente. Estava pronto. Eu seria recebido pelo Grande Mestre Ancião.

Os monges então me encaminharam até uma grande porta dourada, que se abriu e revelou uma ofuscante luz branca. Estava lá sentado o Grande Mestre Ancião. Fui atrás de minha resposta.

– Mestre, qual a grande resposta para a pergunta fundamental do Universo?
– 42
– O senhor tá de sacanagem
– kkkkkk zuei grandão, eh brinks
– Então MESTRE, qual a resposta para a pergunta fundamental do Universo?

Ele me encarou com um olhar sereno, porém profundo. Respirou fundo e disse:

PAREM DE FAZER VLOGS SEUS VIADOS.

Minha moral é nula para falar de novas tendências internéticas, uma vez que da última vez que falei sobre a NOVA MODA, caí em contradição e atualizo o twitter a cada 2 minutos. Convenhamos, é impossível resistir ao twitter, uma vez que aquela janelinha cremosa sempre aparece com novidades quentinhas sobre as celebridades mais legais da internet.

Seguinte, tá todo mundo fazendo vlog. Quando eu digo todo mundo, eu me refiro a todo mundo MESMO. A moda pegou aqui nas terras tupiniquins depois que nosso amigo Ronald Rios começou a fazer o “Com a Palavra, Ronald Rios”. Os primeiros episódios são hilários, depois parei de acompanhar. Depois, nosso grande companheiro e amigo PC Siqueira (@pecesiqueira) começou a publicar seus vídeos, além do Felipe Neto (@felipeneto). Daí em diante, a negada toda começou a criar vlog atrás de vlog, se achando a última azeitona preta da empada de camarão do bar da esquina.

OI COMO VAI VOCÊ

Vou recorrer a uma metáfora pra tentar me explicar.

Imagine que a Internet brasileira é uma represa. O rio que esta represa barra é o mundo exterior, com seus memes e modinhas. A barragem serve para conter o fluxo de estrume presente na internet mundial, deixando apenas um filetinho de merda escorrer pela barragem. Ou seja, enquanto a represa funciona, todos estamos felizes com nossos lares livres de cocô.

O problema acontece quando a maré de merda é tão grande que a barragem é obrigada a abrir as comportas, deixando mais merda fluir pela região. A febre dos vlogs é faz tanto sucesso lá fora, mesmo que exista desde 1934, que começou a inundar as redondezas da Internet Brasileira de uma quantidade avassaladora de fezes humanas.

Como integrante da FODA-SE – Federação Organizadora Dadaísta Abrangente – Sociedade Especial – , eu venho caridosamente pedir que vocês, vloggers, pro-vloggers, futuros vloggers e toda essa renca de ociosos que tem tempo demais de sobra, mas não tem vergonha de procurar uma faculdade ou um trabalho de verdade, que PAREM ENQUANTO HÁ TEMPO.

Em tempo: quero dizer que sim, existem vlogs decentes e que eu realmente acompanho. Pago pau pro PC Siqueira, porra, o cara consegue ser mais rabugento que eu e ainda é vesgo, mano. Não tem como não gostar. Gosto também do Desce a Letra, é divertido. Não gosto do Felipe Neto, não tenho que explicar os motivos.

O Instituto Odeio e Justifico de Pesquisas Científicas de Teor Duvidoso e Custo Elevado (OJPCTDCE, estamos trabalhando para melhorar a sigla) direcionou seus esforços em descobrir a fórmula de um vlogger fracassado. O resultado, deveras surpreendente, se categoriza em cinco passos:

1) FALTA DE CARISMA
Carisma, pra quem não sabe, é a capacidade que uma pessoa tem de prender sua atenção mesmo sendo completamente desinteressante. Um exemplo perfeito de vlogger carismático é o PC Siqueira: o cara é vesgo, completo avesso às ATIVIDADES MUNDANAS e praticamente reclama todo o tempo. Porque isso torna ele carismático?

Se fosse o seu avô Clóvis reclamando da vida num vídeo de 10 minutos, você não passaria do primeiro minuto. Com alguém carismático, você vai continuar assistindo simplesmente porque é legal de ver.

Se esse bode é mais legal que você, você não pode fazer um vlog

2) COMPLETA AUSÊNCIA DE PERSONALIDADE

Cerca de 95% da VLOGOSFERA brasileira é formada por stand-up comedians wannabe ou frustrados. Quer a prova disso? Todos, absolutamente TODOS os vlogs vivem de falar mal das coisas. Em sua essência, são vídeos de cinco minutos cheios de edições e cortes bizarros, com uma pessoa falando mal de alguma coisa.

A maioria dos vloggers realmente interessantes (ou seja, a minoria dos vloggers em geral) é interessante apenas por serem eles mesmos. O resto da escória simplesmente tenta emular seus “comediantes de CQC” favoritos, inclusive imitando seus trejeitos e características. Ou pior, IMITANDO OUTROS VLOGGERS.

(oi gente, faço isso a mais tempo que vocês)

3) SÍNDROME DE DEZAINER

O tempero do vlog é a edição. Absolutamente todos os vlogs do universo como o conhecemos sobrevive de edições rápidas e insossas, cortes excessivos e efeitinhos de merda como “título” do “programa”.

Aliás, chamar um vlog de programa é mais cabível. Afinal, se os blogs eram diários, os vlogs seriam vídeo-diários, concorda Arnaldo?

A regra é clara

A falta de edição, ou a edição mal feita, é um dos maiores pecados dos vloggers. Muitos deles se julgam “DEZAINERS” pela habilidade de Movie Maker adquirida por edições de vídeos com fotos dos amigos e uma música da Avril Lavigne no fundo. Acabei de me descrever aí.

Eu tenho uma regra pessoal: se não faz bem feito, não faça. Se fizer e ficar uma merda, esconda.

4) VOCÊ É SEM GRAÇA

Copiar temas batidos da internet como emos, Justin Bieber, coloridos, Restart, Crepúsculo, é nada menos que assinar o ATESTADO DE ATTENTION WHORE. Se o infeliz não tem opinião própria pra rascunhar uma redação de 30 linhas sobre um assunto e prefere pegar as palavras mastigadas de outras pessoas pra BENEFÍCIO PRÓPRIO, ele merece câncer no esôfago.

Mas a internet gosta disso. Os views de um vídeo com “Crepúsculo” ou “Restart” no título geralmente são muito maiores dos que outros temas batidos – o que raramente significa que o vídeo ou a opinião do cara seja melhor. Ou seja, o mano tá sendo muito esperto! Ele simplesmente seguiu a equação básica do sucesso interwébico:

Pouco esforço + muito retorno = PROFIT

EBAAAAAAAAAAA

Nosso mano Felipe Neto (que é ator, o que tira um pouco da graça do bagulho), pessoa de grande influência na sociedade vlogueira brasileira, futuro postulante imortal da Academia Brasileira de Vlogs  faz isso em todos os vídeos.  Não é a toa que ele é um dos vloggers mais seguidos do universo. É simples marketing.

***

Eu tenho uma opinião muito besta a respeito de vlogs: é coisa pra preguiçoso assistir. É fato: nego não gosta de LER na internet. É muito mais fácil você assistir um vídeo com mil cortes, edição e efeitos engraçados, enquanto um bobo perde dois dias editando e reescrevendo e tentando colocar seu raciocínio na tela.

Os blogs sobreviveram fotologs, orkut, facebook, e estarão lá firmes quando essa moda acabar. Oldschool sim, com muito orgulho.

“You had your time
you had the power
You’ve yet to have
your finest hour”

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

18 comentários em “Porque eu não vou ter um vlog, Radio Ga Ga e as cabeças de pedra na Ilha de Páscoa.”

  1. Ganhei meu dia ao me deparar com um post oldtimes aqui. Mas tenho duas coisas pra dizer:
    1 – Se não ia acabar, que não fizesse o post de despedida. Puta falta de sacanagem, isso.
    2 – Vlogueiros wannabe ridículos estão para vlogueiros decentes assim como blogueiros wannabe ridículos estão para blogueiros decentes. Esse tipo de gente já é irritante há muito tempo, não há novos motivos pra se reclamar.
    3 – Mesmo assim curti muito o post, ri das descrições dos infelizes citados e concordo em tudo, rere.
    4 – Era pra ser só duas coisas, mas foda-se.

    Curtir

  2. Cara, foi seu blog que me inspirou a montar o meu próprio (um pouco menos ácido que o seu, claro)…

    Se puder (se quiser) entraí (ou não)…

    A propósito… nunca assisti vlogs, nem o do PC Siqueira… só sei que ele é vesgo…

    Curtir

  3. se me lembro bem foi o terceiro post de despedida que ele colocou nos 2,5 anos que acompanho o blog.
    mas eu quero um vlog o/,
    a nao ser que vc n tenha carisma e se de melhor com as letras
    anyway

    flws

    Curtir

  4. Não deixem os blogs morrerem, parem de criar vlogs, preguiçoso tem mais é que se fuder mesmo.

    Conheci o blog hoje, virei fã automaticamente.

    Continua sempre assim 😀

    Curtir

  5. querido,
    Sou tão old school que deveria estar te mandando um telegrama . Não tenho paciencia pra isso de vlog não . Nem video vejo, só qdo alguem me obriga. Adoro ler posts enormes enefim, nem sei se minha opinião conta. só queria comentar .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s