A grande guerra diária dos comentários

Tem uma hora que cansa.

Dos poucos textos que me arrependi muito de ter escrito, existe um que não me arrependo do que disse, mas da repercussão. Enquanto certo texto me trouxe problemas pessoais gigantescos (que hoje parece que finalmente se acertaram), ESTE POST me enche o saco diariamente pela quantidade assustadora de comentários que ainda recebe.

Desde o começo eu sabia que falar mal dos evangélicos militantes retardados seria um tiro no pé com o tempo, mas queria me testar. Queria fazer barulho. Entenda, eu sou carente, e todo mundo gosta de atenção.

Mas se eu soubesse que viria tanta merda, não falaria. Prefiro ficar carente do que aturar isso.

Todo santo dia, eu recebo vários e vários comentários no texto “Evangélicos são burros?“, postado no dia 06 de agosto do ano do Senhor de dois mil e nove. Se você tem preguiça de clicar e seus olhos cairiam se você lesse um texto tão grande, eu explico que o texto é sobre o fanatismo cego que os evangélicos (em geral) seguem, sem se tocar do quão patético é pagar pra acreditar em um deus que cura o câncer pelo toque. Tudo isso intermediado pelo pastor, representação terrestre da figura divina.

Deus, aqui na Terra, precisa andar de carro importado. Seus fiéis vão à igreja de bicicleta e Havaianas.

Deus não aceita qualquer casa, tem que ser gigantesco

Desde pequeno aprendi que uma discussão pode ter qualquer tema, menos Política, Religião e Futebol (veja como somos evoluídos: futebol se coloca no mesmo patamar de religião e política). A respeito desses três temas, não há argumento contrário no mundo que faça a outra pessoa mudar de idéia.

Tenho certeza que absolutamente nenhum evangélico chegou a ler o texto e pensou “PÔ, MAS ESSE CARA TEM RAZÃO HEIN, ACHO QUE ESTOU SENDO ENGANADO, VOU TROCAR DE RELIGIÃO AGORA MESMO“. E nunca foi essa minha intenção. Não sou formador de opinião, deixo essa tarefa aos grandes mestres da internet.

Me faltam os dados, mas na época foi o post mais comentado da história do OJ. Em coisa de dois ou três dias, já tinha ultrapassado por muito o recorde anterior, do texto do Kurt Cobain. E o pior ainda estava por vir: dali pra frente, eu tinha perdido o controle sobre minha criação. Dei vida a um monstro.

O texto começou a ser linkado em comunidades evangélicas do Orkut, e militantes vieram me criticar nos comentários. Os milicos, ao invés de defender sua crença através de argumentos inteligentes e ironias mil, preferiram o caminho mais curto: me ofender diretamente e me ameaçar. A grande maioria dos comentários, que na época foram moderados, foi deletada sem aprovação.

Então começaram a me enviar e-mails. Alguns eu ainda me dei o trabalho de responder, mas a maioria foi ignorada também.

Até o dia, poucos dias depois do ataque dos e-mails, que entrei no MSN e me deparei com dezenas de pedidos para me adicionar aos contatos.

Sabe, eu estou nessa de internets há muito tempo. Já passei por muitas modas, conheci muita gente e já mexi com muita coisa fudida. Já fui ameaçado de processo por calúnia pela minha antiga escola de informática. Já fui ameaçado de processo pela Tina (e quem não foi?).

Finalmente tinha chegado o dia em que alguém tinha ficado ofendido o suficiente pra realizar um raid contra mim.

Por menor que seja, essa foi a primeira vez na minha história na internets que pensei “acho que fiz merda e serei empalado pessoalmente por pessoas ofendidas por algo que escrevi“.

Fiquei emocionado. Alguém se deu o trabalho de chegar em um fórum evangélico e falado “vamos adicionar esse cara no MSN e TOCAR O TERROR (INTERNÉTICO) NELE, em NOME DO SENHOR!!!”.

PO MAS NOSSA É FÁCIL É SÓ DELETAR O POST, BLOQUEAR OS COMENTARIOS“. Sim, eu poderia bloquear o texto para comentários, todos os problemas seriam resolvidos… mas não vou.

Embora seja uma fonte ilimitada de diversão e a prova absoluta da degradação da mentalidade humana perante uma religião hipócrita, os comentários enchem sim o saco. Todos os dias esse post recebe cinco, dez, quinze comentários. O post ainda é linkado pelo Treta (me falta o link, me perdoem), o que quadruplicou as visitas do blog na época.

Isso trouxe de volta pesadelos como esse:

Estes são alguns dos comentários do Sr. Leonardo, que começou a responder a todos com a mesma classe e elegância. Foram seis ou sete, até que…

Leonardo enfim revela sua idade. Leonardo tem uma ESPADA, e tem 12 anos. Cuidado com a espada do Lek. Repare no IP de Leonardo.

Leonardo usa os poderes místicos da ESPADA DO LEK e se torna Sargento de Souza, do 10º batalhão de Garanhuns.

 

Não foi a primeira vez que uma pessoa esquizofrênica comentou neste post. Isso se repetiu várias vezes: pessoas que, tamanho o rage, começaram a responder desenfreadamente a todos os comentários, na esperança de que a pessoa que escreveu o comentário original visse e se arrependesse do que tinha dito.

O problema está aí. Se uma pessoa lê algo que não identifica em si mesma, apenas ignora. Não se sente ofendido, não dá risada. Apenas é indiferente, dá de ombros e vai embora.

Agora, aqueles que se sentem ofendidos descobrem que a verdade pode incomodar bastante. Ainda se se julgasse superior o suficiente pra deixar o vento levar palavras tão insanas, afinal o deus deles, no alto de seu poder, haverá de julgar e castigar aqueles que se rebelam.

Mas nem isso. Ao ver alguém que aponta as falhas e imbecilidades de um fanatismo tão insensato, a primeira reação é retirar a espada da bainha, brandar aos ares citações bíblicas como se fossem maldições das terras médias e ofender, ofender e ofender.

A imagem deles é a mesma que eu tenho de um militante extremista islâmico. O cara tá lá na rua, normal, na dele, na paz. Se alguém provocar, ele grita feito um louco e explode o quarteirão.

Existem evangélicos gente boa, sim. A partir do momento que eles tentam me converter ou provar que minha crença (ou falta dela) está errada, e que a deles é superior, não são mais gente boa.

Se eu quiser louvar um GUARDA CHUVA, meu guarda chuva será o soberano do universo, maior que todos os deuses. Maior que a espada com Lek? Com certeza, mas tem que ver isso aí.

E que comece a guerra de novo.

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

27 comentários em “A grande guerra diária dos comentários”

  1. Cara tirando os evangelicos retardados como o 600 anos atrás acho que deve ter algums com bom senso e afins… e também não são todas igrejas que cobram dizimos(tive um amigo que se dizia evangelico e falava que não era cobrado dizimo na sua igreja)nada confirmado… e alias toda ”igreja rola” $$ catolica os padres recebem salario por ex… na espirita(que eu frequento) muitas pessoas se comprometem a doar .. ou dão esporadicamente mas rola dinheiro… se a pessoa se sente bem sendo coagida a dar dinheiro para uma igreja.. fazer o que né…
    Esses négocio de cura pelo toque… e ”exorcismo” não são muito parecidas?
    eu so ateu (vo no centro espirita porque é da familia) e porque acho legal a lanchonete de lá ^^

    Curtir

    1. “eu so ateu (vo no centro espirita porque é da familia) e porque acho legal a lanchonete de lá ^^”
      Mesmo sendo espírita não iria pra um nem que a lanchonete fosse boa, eles ‘vão’ (podem) implicar com meus piercings/maneirismo esquisito/comportamento e tentar me converter pra um ‘defensor da fé verdadeira’, ‘Lek da Espada da fé’, templário ou similares etc…

      Curtir

      1. Loney: É que a religião é usada como muleta pras pessoas justificarem sua repulsa por algo.
        “Piercing é pecado, Casal homossexual é pecado, Sexo antes do casamento é pecado,etc..”

        Curtir

  2. Na boa, alguns (leia-se: esmagadora maioria) evangélicos são patéticos, assim como alguns católicos não gostam de golf. Dar margem pra isso é batido e sem graça. Gosto do blog, mas acho que vc é melhor que isso, e tá dando pano pra manga.

    fikdik

    Apoiado pelo CRUJ (Comitê Revolucionário Ultra Jovem).

    Curtir

  3. Cuidado, o deus todo poderoso magnânino senhor do universo que é pai de sí próprio e engravidou a própria mãe, irá lhe castigar, ou na visão dos evangélicos, não vai aprovar o seu financiamento do terreno nos reinos dos céus !

    Ou seja Raphs: foda-se, deixa os crentes aí com o mimimi, que eu vou continuar rindo da cara deles.

    Curtir

  4. Nem imaginava que o post iria dar nisso tudo, e mal me lembrava de que havia sido o primeiro a comentar LOL

    Mas enfim…cara, o espaço é teu, a opinião é tua, ninguém deve te julgar por aquilo que tu crê ou não, é um direito seu, e muito bem exercido. Infelizmente a internet tá cercada de trolls, e de pessoas ignorantes o suficiente pra vendarem os olhos diante da realidade, como tu falou.

    Eu mesmo sou evangélico, como havia dito no comentário do post em questão, e não me senti de forma alguma ofendida, porque sei que tenho o meu próprio credo. Se a opinião alheia influenciará ou não neste credo, a decisão é minha, e eu devo respeitar, OBRIGATORIAMENTE, a opinião do próximo.

    Assino embaixo em tudo que tu falou. E vê se te arruma um ESCUDO LEK

    Curtir

  5. Ou to achando que tem gente zuando… como um evenagelico ia achar que a porra da biblia tem 600 anos… não é possivel me recusa a acreditar que vivo no mesmo mundo que uma pessoa tão inteligente

    Curtir

  6. Patético.
    Religião me faz rir até cair o cu da bunda ao msm tempo q sinto pela ignorância alheia.
    Eu tive experiência (a muito tempo quando eu tinha tempo) de participar de uma comuna: Evolucionismo Vs Criacionismo. na tentativa de argumentar a posição darwinista de certas questões, mas como podem imaginar foi nada produtivo e não!.. não eram discussões com Lek’s de 12 anos, infelizmente.
    Pobres Crias, tão desprovidos de potencial. (generalizando) achavam q evolução era igual a dos Pokémon: “se o homem evoluiu do macaco pq nao continuam evoluindo ainda?” ou que seleção natural é igual “surgir do nada”

    entre outras coisas…

    Orgulho Ateu o/
    “não estou mais disposto a ficar sentado observando o mundo tomado por este delírio”

    Curtir

  7. Raphs, você afirma que “Tenho certeza que absolutamente nenhum evangélico chegou a ler o texto e pensou ‘PÔ, MAS ESSE CARA TEM RAZÃO HEIN, ACHO QUE ESTOU SENDO ENGANADO, VOU TROCAR DE RELIGIÃO AGORA MESMO’.

    Te digo que aquele texto me ajudou a perceber a imbecilidade de tais aberrações criadas pelos seres humanos chamadas “religiões” e que são responsáveis pela alienação de pessoas como o coitado Leonardo “pseudo-capitão Souza”.

    Parabéns pelo blog e pelos textos.

    Curtir

  8. O mais legal é que na ira de ofender o autor do texto, eles esquecem até das normas do bom Português… rs rs

    Vc tem razão, a verdade dói, incomoda e o meio que eles acham para justificar a fé cega é na ofensa.

    Curtir

  9. Enfim…
    Se a religião fosse algo bom, milhões de pessoas não teriam morrido por causa dela (Pros evangélicos que vão perguntar, leiam sobre as cruzadas e a caça as “bruxas”).

    Pros evangélicos crianças de 12 anos trolls, eu deixo os seguintes links:

    Vão perseguir esses caras e deixem o Raphs em paz.
    A propósito, já perceberam que apenas pessoas de famílias religiosas tem casos de “possesão demoníaca” e coisas do gênero?

    Curtir

  10. Desde que falei que sou ateu, eu não trago a tona… mas o assunto sempre surge, a primeira reação de um familiar crente é de decepção ou espanto…. ou um misto dos 2. Por isso não me arrependo de ser hoje um anti-teísta como o Hitchens. Combater idéias com idéias. =)

    Curtir

  11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    curti seu texto
    tô nem aí pra crença ou falta dela
    não me defino e me sinto muito bem assim 😀
    enfim
    vc deve ser uma pessoa engraçada pessoalmente
    ironia à flor da pele xD
    boa sorte com os extremistas islâmicos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s