Uma pequena opinião sobre a descriminalização da maconha.

Enquanto me belisco aqui assistindo a Globo praticamente fazendo campanha pela regulamentação do uso da maconha, gostaria de dar minha opinião sobre este assunto de forma bem resumida.

Moramos no país em que a lei de Gerson é muito mais importante do que os dizeres de nossa bandeira.

Moramos no país que propaganda de cerveja é veiculada em horário nobre, mas propaganda de cigarro é banida.

Moramos no país cujos advogados são formados na faculdade do jeitinho brasileiro, explorando as brechas da lei pra livrar assassinos da cadeia na pura malandragem.

A legalização ou regulamentação da maconha é algo completamente utópico: na teoria, é tão boa quanto navegar as nuvens comendo arco-íris montado num unicórnio.

Tão bonita quanto a legalização da maconha é a Constituição de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Na prática esses três, pelo menos no Brasil, são ou seriam tão bem sucedidos quanto um tumor num recém-nascido.

Mesmo não sendo usuário e não tendo a menor curiosidade de como seja estar high, sou completamente a favor da regulamentação. Só pra ver as medidas desesperadas que os traficantes terão que tomar pra conseguir obter LUCRO contra o sistema.

Você aí, usuário, vai comprar o bagulho verdinho e legalizado por 20 conto ou comprar aquele trabuco mal dobrado cheio de cimento e formol por 5?

Agora pra você, carola da igreja, que não deixa os filhos saírem de casa com medo de usarem dorgas:

O uso (moderado) da maconha é muito menos prejudicial a você do que a mesinha de centro da sua sala. Eu duvido muito que alguém, depois de dar aquela pitada no trabuco do capeta, chuta o cigarro gritando profanidades.

Agora, CHUTA A PORRA DA QUINA DA TUA MESA E VÊ O QUE É PREJUDICIAL PRA TUA VIDA, FILHO DA PUTA.

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

14 comentários em “Uma pequena opinião sobre a descriminalização da maconha.”

  1. maconha, como qualquer outro tipo de fumo, também gera cancer. As pessoas que tem cancer proveniente do fumo acham que a causa é o cigarro (muitos que fumam maconha tb fumam cigarro). A longo prazo a maconha tb provoca danos no cérebro. Sei lá. só pra constar.

    Curtir

    1. Celulares causam câncer, água causa câncer, campos elétricos causam câncer,

      O oxigênio que tu respira, se inalado de forma pura, pode te levar a morte.

      Tem certeza que a maconha por si só faz algum mal?

      Curtir

      1. Raciocínio fraco. QUALQUER tipo de droga lícita ou ilícita que te faz perder a consciência(ainda que seja numa lombrinha ) faz mal. Será que TODO maconheiro vai ter 20 conto(o preço que você colocou) para comprar o cigarrinho da lombra ? Que, claro, se for liberado virá CARREGADO de impostos ? Claro que não! o que resulta, daí, que ou vai recorrer ao traficante, ou vai ROUBAR para comprar , sendo alguém da sua família, ou VOCÊ uma vítima do viciado.

        Curtir

  2. Cabeça pequena, pensamento fechado e argumentação impulsiva.

    É a mesma conversa do papo do desarmamento da população. Nego pensa que ao LEGALIZAR a maconha, está se INCENTIVANDO o uso da maconha.

    E o engraçado é que, onde o uso é regulamentado, o efeito é contrário! Os jovens deixam de usar porque perde o fator “ilegal”, deixa de ser cool.

    Cara, qualquer um pode esticar a mão e comprar um cigarro a hora que quiser e não vai ser pego fazendo isso. Eles já assaltam você por trabuco de 5 conto, vão continuar assaltando por bagulho de 20.

    Curtir

    1. Fatos estão provando o contrário. A Holanda está sofrendo maus bocados pela legalização da droga. O país virou uma meca de usuários, gerando um problema de saúde pública intenso na região. Além de outras rebarbas…. O que pode acontecer com o Brasil? Além de ser conhecido mundialmente como paraíso do turismo sexual vai também virar, lentamente, das drogas. E finalmente vamos receber o título de República das Bananas. Agora, tentar justificar a legalização pelos impostos que vamos arrecadar é, no mínimo, uma visão limitada dos efeitos sociais. Ninguém pensa nos gastos com saúde pública? Se já existe gente bebendo e dirigindo causando desastres, imagina fumando. Não tem como você fazer teste de bafômetro para maconha, o que significa que qualquer usuário pode, no trabalho, dar uma escapadinha e ninguém vai notar… só quando causar um acidente (dependendo do tipo de equipamento que ele usa). Se os usuários de maconha hoje compram MESMO sabendo que estão financiando o tráfico de drogas que causa tanta opressão em comunidades carentes, ou seja, estão pouco se lixando pras consequências sociais do seu uso privado, imagina quando for legalizado.

      Curtir

  3. Repito o melhor argumento do FHC. Pela “dificuldade” em ir até o morro e comprar erva, um usuário que vai até lá, compra uma quantia grande e acaba revendendo aos amigos, ficando o seu de graça. Ou seja, se torna traficante.

    Além do que, a qualidade da maconha encontrada nos morros é horrível. É prensada, seca. Já viram em filmes como ela é? Verdinha, solta.
    Se a qualidade sobe, o preço também sobe.

    Além disso, maconha não vicia quimicamente, só psicológicamente. Tu sente a vontade de fumar, mas não a necessidade. Sendo assim, maconha não causa overdose! Até causaria, se fumasse uns 3 quilos em uma hora. Nem com haxixe isso é possível.

    Curtir

  4. Mesmo com uma taxação pesada em cima é impossível o usuário sair perdendo em custo/benefício quando a gente comparar uma situação de regularização com a atual. Felipe Neto não fez nenhum vídeo pedindo clemência pro pessoal do tráfico, mas não vigora lá um preço justo nessa área.

    Eu sou a favor da descriminalização, mas já tô vendo a contra-argumentação com os bloquinhos na mão pra anotar os casos de nego chegando chapado no trabalho e escrever sobre como a cannabis é o novo cãncer da sociedade. Não é todo mundo que tem noção de responsabilidade e autocontrole, e maconha é uma coisa que te deixa bem inutilizável por uns bons pares de horas…

    Claro que o usuário mais pesado vai foder com a própria vida estando a parada descriminalizada ou não. E que o governo ganharia bem mais vendendo um baseado devidamente taxado do que deixando na situação que está. Mas… É Brasil, mano. Alguém duvida que vai dar MUITA polêmica?

    Curtir

    1. Creio que o risco do cara chegar muito louco no trabalho é muito MENOR do que o cara chegar travado de cerveja, mas mesmo assim é um risco.

      A cerveja é a tal “droga social”: ninguém bebe cerveja pelo gosto, mas pelo prazer de beber com mais pessoas ou pra ficar de porre mesmo. A diferença é que a cerveja é barata, legalizada e difundida como PAIXÃO NACIONAL, coisa que nem o cigarro é capaz de fazer.

      Curtir

      1. E é a questão da responsabilidade: se o cara hoje fuma – fora da lei – maconha antes de ir trabalhar, vai continuar fumando depois de regularizada.

        Quem tende a acabar com a própria vida em busca de barato vai continuar buscando isso, dentro ou fora da lei.

        Curtir

  5. Gostei, pra variar, só discordo com o “fator cool”, esse adolescentes que queimam um pra fazer graça não são o problema, o vício dos usuários não é pelo status que a maconha tem. Mesmo convivendo com isso (minha mãe trabalha na área de depedentes químicos), tenho dúvidas quanto a legalização, depende muito do caminho que o Brasil seguir. Na Holanda por exemplo, o consumo de maconha continou o mesmo, mas o de outras drogas diminuiu, anulando aquela de que “maconha é o primeiro passo pras outras drogas”, já que ninguém procurava mais traficante. Agora, no Brasil ninguém sabe, pode ser que siga o mesmo caminho, mas pode ser que todo mundo escolha pelo preço, vai saber.

    Curtir

  6. na holanda se compra droga legalmente e mesmo assim tem traficantes de esquina, achar que traficantes nõ obterao lucro apos a legalizaçao é burrice, o cigarro é legalizado e existe o cigarro do paraguai, que muitos compram por ser mais barato, mesmo sabendo que tem impuresas nele, falo isso pq tenho um bar é alto a procura por tais cigarros….ate isqueiro de 2,50, eles preferem deixar de lado para comprar o paraguaio a 1 real

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s