Sobre ser encoxado no computador

Olha, existe um costume maldito que se torna cada vez mais freqüente no dia a dia frenético que levamos. Não estou falando de má higiene corporal, ou cabelos molhados no ônibus, ou as gírias que a Globo cria em suas novelas, não. Estou falando de pessoas que interpretam de forma leviana a necessidade de espaço entre dois seres humanos, invadem o espaço alheio e encostam os genitais em você.

É mais ou menos assim que eu me sinto

Você já passou por isso. Chega aquele cara no escritório que ninguém gosta. Ele não fez nada de errado pra ninguém, simplesmente é chato. Ele vai chegando na tua mesa. Você se prepara mentalmente, abaixando gradualmente os níveis de tolerância. Ele chega e se coloca imediatamente atras de você, a poucos centímetros do seu braço. Essa distancia tende a ser sempre menor que o “Limite de AC”.

O “Limite de AC” é uma lei física, criada por mim, baseada na distância mínima que os genitais de alguém podem se aproximar de você, sem se tornar completamente constrangedor. O nome veio das iniciais de um antigo colega de trabalho, cujo nome decidi trocar neste post por questões éticas e morais. Vamos chamá-lo de Antônio Charles.

Eu trabalhava sentado, de frente ao computador e com as costas para a parede. Quem chegava pra falar comigo se colocava imediatamente atrás de mim ou ao meu lado direito, claro, sempre obedecendo o mais primitivo instinto de bom senso. Menos Antônio Charles.

Antônio Charles, pai de família, senhor respeitado, trabalhador, não se continha em ficar ao lado. Ele sempre se colocava tão próximo de mim que, ao menor movimento, meu braço esbarrava em suas calças (que, à esta altura do campenato, apenas servem de abrigo para um pênis em decadência). Não num sentido sexual, Antônio Charles religiosamente visitava perfis de mulheres atraentes na rede social Facebook todos os dias, fato averiguado em seu histórico deixado nos computadores que usava. Apenas pela falta de bom senso.

Em dias críticos, ele praticamente encoxava meu ombro.

Solução para meus problemas

Geralmente, o cara que fica te encoxando no computador também pega pra opinar sobre o que tu faz ou lê suas conversas. Isso é absurdamente desconfortável. Eu odeio ser encoxado enquanto estou no computador. Numa escala de 0 a 84, onde 84 é “Caralho, não consigo mais suportar isso, me mate agora”, 110 é tipo “Deus, descarregue toda sua fúria sobre mim neste instante”, 150 é “Até que dá pra aguentar”. Eu só consigo imaginar isso não sendo pior apenas do que quando chega visita na minha casa e meu cachorro meio cego começa a cheirar as partes divertidas das pessoas.

Seja Antônio Charles, seja sua mãe, seja qualquer um, homem ou mulher, que desafia o “Limite de AC”, merece ser punido e alguma forma. Isso me irrita tanto que já pensei em diversas formas de evitar tal desconforto, desde sinalização própria até cercar minha cadeira como os castelos da idade média, com riachos cercados de jacarés. Não, melhor: jacarés invisíveis armados com espadas de raio laser, montados em rinocerontes ninjas.

Essa segunda não seria muito prática, mas seria sensacionalmente efetiva.

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

Um comentário em “Sobre ser encoxado no computador”

  1. Igualmente desconfortável é quando alguém pede pra “ver um coisa rápido no PC, e das duas uma: ou mete o cotovelo na sua cara, ou te “abraça” por trás, deixando a sua cabeça entre os braços. Irei começar a aplicar o Limite de AC nestes casos também.

    Ps.: 2 textos em 2 dias, parabéns Mr. Raphs !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s