Sério que cês vão me fazer falar do Chorão?

Então que o Chorão morreu.

Eu nunca gostei de Charlie Brown Jr. Nem da atitude anti-capitalista, nem da banda. Muito menos do Chorão. Mas não dá pra negar que eles tocavam um puteiro do caralho nos shows. E, vem cá, tocar o puteiro no palco não é a essência do rock’n roll, a muito, MUITO, perdida?

Uma passagem interessante de CBJR na minha vida. Bom, duas, se tu colocar a icônica abertura de Malhação, que fez parte da vida de todo mundo da minha idade por algum tempo. Sdds 2001~2004.

CPM

Uma vez, em 2010, nossa turma encontrou um andarilho no meio da praia de Ubatuba, às três da manhã. O nome dele era Fabiano, ele era de Santos. O cara começou a puxar umas rimas, sobre a gente e sobre a vida dele. Todo mundo curtiu o cara. Pouco antes de sair, ele disse que, quando criança, andava de skate com um tal Alexandre, e que tinham sido criado juntos. Santos… Alexandre… sim, o cara era amigo do Chorão. Se era verdade ou não, não vejo motivo nenhum pro cara mentir. Se mentisse, também, foda-se. Prefiro viver na ilusão de que todo mundo diz a verdade.

Fabiano então se virou e foi embora. Poucos segundos depois, ele se virou e pediu pra gente um lugar pra ficar. Nós, acomodados numa casa da família de um amigo, dissemos que não pensando nas meninas (mas todos queriam deixar o cara ficar). Ele agradeceu na boa, deu as costas e foi embora.

Quando a gente deu conta, o cara tinha desaparecido. Dois quilômetros de areia pros dois lados, e nem sinal de Fabiano. Era Páscoa. Fabiano devia ser um anjo testando a gente. Um anjo ex-viciado em crack que fazia rimas pela madrugada e que tinha andado de skate com o Chorão.

Na atual geração COXINHA, Chorão era um daqueles quibes com um ovo dentro – ou você ama, ou você odeia. Não dá pra ser indiferente.

Cada geração tem o ídolo que merece. A geração 00’s era aquela galera que começava a afundar a bunda no sofá e tomar uma Coca-Cola. Chorão pregava a boa vida e a vida loka, suas letras balançavam entre a cruz e o skate. E era um letrista do caralho. “Ah, mas suas letras eram comerciais” – comercial? Sim, puramente pra tocar na rádio, mas o que não é comercial hoje? A gente vive uma realidade de valores tão distorcidos que ser contra o sistema se tornou o sistema.

Como eu disse, era impossível ser indiferente ao CBJR. Até o roqueirinho mais cuzão já cantou a abertura da Malhação. Já assistiu um clipe na MTV. Ao ver o cara no palco, ou você amava o Chorão ou você odiava o Chorão. A maioria amava. Pra falar a verdade, era difícil não amar também. Porra, ele tretou com o Badauí, bateu no maluco do Los Hermanos, discutia com nego no palco.

No João Rock 2011, ele entrou completamente bêbado, trocou de boné com um cara do público e lascou um beijaço numa mina com o pai do lado. Mais e mais vezes o CBJR saía na imprensa por causa de tretas de Chorão com o público, aliás.

— ah mas isso aí desrespeito com o público
— AH QUE TAL MEU PAU DE ZORBA NO SEU OUVIDO?

Essa geração criada a Coldplay nunca vai entender o que é ser porra louca. Porra louquice, aliás, é coisa de antigamente. Por mais badmanner que um roqueirinho seja hoje em dia, não chega aos pés do The Who por exemplo. Chorão foi o mais perto que essa geração 00’s chegará de ver um carro dentro da piscina do hotel.

Como diria Lobão, “é melhor viver dez anos a mil do que mil anos a dez”. Chorão  viveu quarenta anos a mil. Fez o que quis. A própria banda odiava o cara, mas respeitava. Até me arrisco a chamar o cara de autêntico, desviando de pedras.

É verdade, nunca gostei mesmo do Chorão. Mesmo assim, não tenho nada senão respeito por esse cara. E, olha, você deveria ter também.

chorao

Anúncios

Autor: Raphs

Três palavras definem bem o autor: velho mau humorado. Fisicamente, três anos a menos. Mentalmente, sessenta anos a mais.

16 comentários em “Sério que cês vão me fazer falar do Chorão?”

  1. nunca suportei as músicas dele, nunca acompanhei as tretas dele (não me interessavam), mas eu respeitava o trabalho do maluco pois Proibida Pra Mim na versão do Zeca Baleiro é uma coisa maravilhosa, e de modo algum ficaria feliz com a morte do chorão, mesmo que não respeitasse o trabalho…
    BY THE WAY, cê citou um babaca pra falar de outro babaca, pqp HAHAHAHAHA (o lobão é um PUTA letrista, mas ele é um babaca de carteirinha assinada, inclusive acho que é de uma das mais altas castas da babaquice)

    Curtir

  2. “Parabéns” pelo blog afinal li quase 3 posts inteirinhos e isso é uma vitoria ,seja la quem escreve esta jossa é engracadalho pra cadinho … Ps: cheguei aqui pesquisando “roupas para ir numa micareta”,mas antes de sentir vergonha alheia de mim lembre q voce arruma cama de motel

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s